Residência Artística - Paço de Lanheses
Promovida pela Câmara Municipal de Viana do Castelo. 2019




De onde vimos - para onde vamos ?


Trabalho desenvolvido a convite do primeiro programa de residências artísticas no Paço de Lanheses. Seguindo a temática deste ano - Floresta e Paisagem Nativa - trabalhar o património orgânico e vegetal que compõe este local histórico que é rico nessa matéria prima, tanto material como cultural.
Esta residencia está inserida na programação da Viana Florida de 2019, promovida pela Câmara Municipal de Viana do Castelo

.


Na descoberta da memória mais antiga de quem vive agora naquela casa (o abate da árvore centenária que vivia naquele terreno/casa), resolvi num acto de descoberta/de limpeza retirar todas as silvas que envolviam aquele toco abafado e num gesto de amor homenagear a sua morte que traduz-se em vida para o futuro.  

- Relembro a primeira mão com milhares e milhares de anos em negativo impressa nas grutas num sopro de pigmento. A presença desse gesto é revelado pela pintura “irrompe a imagem de uma ausência. Sentimos no seu silêncio o bater do coração de quem ali esteve“.


- Na residência procurei recolher as argilas e barros do local




Folha de ouro e pigmento criado com argila do local sobre as raízes calcadas pelo tempo. 

O acto de varrer, limpar, buscar e descobrir. 
Ritual de limpeza - Ritual de oração, meditação.
Em busca das nossas raízes - da nossa história
Enaltecer e reflectir sobre o passado para encontrar futuro .






Trabalho de campo - conhecer.

Raízes que nos prendem a um sitio - revelam que pertencemos a uma local.

A identidade, a relação intima  com o solo, necessário, imprescindivel, um local próprio mas ao memso tempo o seu percurso é aleatório, descontrolado, e imprevisivel .

O seu percurso é oculto e permanecem muito para além da vida da prória arvore.

Na minha acção:

Raizes que são destacadas. O varrer das folhas - daquilo que é meramente ocasional.

Quando se varre o que está na superficie - fica a estrutura (o mais impormante).  

Enaltercer das raizes - da nossa história - de onde vimos - para onde vamos ?





...................................................................